Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

O jogo como função educativa segundo alguns autores

 

 

Froebel dizia que "o jogo é o espelho da vida e o suporte da aprendizagem", tendo sido um dos primeiros educadores a utilizá-lo na educação de crianças. Ele criou materiais diversos, que conferiram ao jogo uma dimensão educativa.
 
Maria de Montessori (1960), respeitando as manifestações espontâneas da criança utiliza, amplamente, os jogos sensoriais para exercitar e desenvolver cada um dos sentidos. Para ela, a educação do conhecimento efectua-se através das sensações. Montessori percebeu que a brincadeira transmite à criança o amor pela ordem, o amor pelos números, pelas figuras geométricas, pelo ritmo e transferiu para a sua pedagogia, a utilização de jogos e materiais pedagógicos capazes de desenvolver nas crianças o sentido da ordem, ritmo, forma, cor, tamanho, do movimento, da simetria, da harmonia e do equilíbrio.
 
Decroly (1914) também valorizou na sua pedagogia, a actividade lúdica, transformando os jogos sensoriais e motores em jogos cognitivos, ou de iniciação às actividades intelectuais propriamente ditas. Nele, a ideia chave é o desenvolvimento da relação nas necessidades da criança, no trabalho e, sobretudo, na reflexão.

 

publicado por letirodrigues às 13:40

link do post | comentar | favorito
|

.Mensagem!


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O jogo como função educat...

. O jogo como função educat...

. O que é o jogo dramático...

. O jogo dramático na escol...

. O jogo dramático no desen...

. O Jogo dramática na vida ...

. A expressão dramática

.arquivos

. Dezembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Utilizadores Online

online

.Tradutor

.Visitas

.Relógio


More Goodies @ NackVision

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds